terça-feira, março 25, 2008

Reciclagem de rolhas

As rolhas de cortiça são um produto natural, reciclável e reutilizável.

Apesar de a cortiça reciclada jamais ser reutilizada para produzir rolhas para vinhos (O aperto prévio a que são sujeitas antes da introdução no gargalo e a sua adaptação ao respectivo formato, bem como o contacto com o líquido fazem com que percam a sua forma cilíndrica regular; o eventual contacto com sujidade e fungos que podem conspurcá-las, entre outros factores), existem inúmeras aplicações possíveis: pavimentos, peças para a indústria automóvel, materiais de isolamento ou de decoração.

Em Portugal este processo de reciclagem iniciou-se em 2005, através duma iniciativa da Câmara de São Brás de Alportel (que começou por recolher quinzenalmente as rolhas de cortiça de cerca de 15 restaurantes da zona e posteriormente criou “Rolhões” junto dos ecopontos) e estende-se agora a nível nacional por iniciativa da Quercus.

Assim, a partir deste mês de Março começa a recolha em 9800 restaurantes e cafés; Em Maio está prevista a criação de contentores para rolhas em hipermercados, e em Setembro a campanha alarga-se às escolas.

As rolhas recolhidas serão vendidas à Corticeira Amorim que as reutilizará. O dinheiro recebido será aplicado pela associação ambientalista na plantação de novas árvores, de espécies autóctones (sobreiros, azinheiras, carvalhos, …).

1 comentário:

Anónimo disse...

Em defesa das rolhas de cortiça. Preserve essa ideia.
No natal de 2009, durante uma de suas degustações, Alessandro Garcia, Sidney Garcia e Claudio Frazão (Respectivamente), incentivados pelos presentes, tiveram a ideia de criar uma instituição para defender, cuidar e discutir os assuntos relacionados as rolhas de cortiça, em especial as tradicionais rolhas de cortiça cuja fabricação tem sido ameaçada, pela crescente substituição por rolhas de plástico, em decorrência do intitulado desenvolvimento sustentável com a preservação da natureza. Mas como aceitar essa substituição com sensível prejuízo ao sabor do vinho e suas tradições? Então, por que não reciclar as rolhas de cortiça. Seria esse o caminho? Então se instituiu a ONG DA ROLHA - Ano I.

É preciso uma maior mobilização a favor das rolhas de cortiça
http://www.ongdarolha.com/